fbpx

BLOG HOSPITAL

Capturar.JPG12345-1200x670.jpg

A lesão por pressão, também conhecida como escara ou úlcera de decúbito, é um dano decorrente da pressão intensa ou prolongada sobre a pele em combinação com cisalhamento, isto é, da fricção da pele sobre a superfície da cama, cadeira ou poltrona. Geralmente, ela se desenvolve em pacientes que permanecem muito tempo na mesma posição, surgindo sobre proeminências (elevações) ósseas ou estando relacionada ao uso de dispositivo médico ou a outro artefato que comprometa a circulação sanguínea de determinada região.

As lesões por pressão podem aparecer em diversas regiões de apoio do corpo, especialmente atrás da cabeça, nas costas, na articulação do quadril, no cóccix, nas nádegas, nos cotovelos e calcanhares. Pacientes em cadeira de rodas estão mais propensos a desenvolver lesões na região do ísquio, osso que serve de apoio ao corpo quando estamos sentados.

A pele lesionada pode ficar quente, dolorida e apresentar vermelhidão que não embranquece. Em peles de tonalidade mais escura, podem aparecer manchas diferentes. Os pacientes que correm maiores riscos de desenvolver as lesões por pressão são os que ficam acamados ou imobilizados durante muito tempo, bem como idosos, cadeirantes, portadores de diabetes, pessoas com desnutrição, com incontinência fecal ou urinária, com comprometimento do nível de consciência ou perda da sensibilidade tátil ou térmica.

As principais medidas para prevenir a formação de lesões são movimentar o paciente a cada 2 horas, mudando a posição do corpo para que seu peso seja redistribuído e para que haja alívio dos pontos de apoio e proeminências ósseas; inspecionar a pele diariamente; controlar a umidade do ambiente (a umidade a que se refere é da pele do paciente), a fim de proteger a pele da umidade excessiva, limpando-a após cada episódio de eliminações (no caso de incontinência, é recomendado o uso de produtos para a proteção da pele, como cremes ou soluções de barreiras); manter a pele hidratada; deixar a cabeceira da cama inclinada no mínimo 30°; evitar deixar a cabeceira elevada por muito tempo, pois o paciente tende a escorregar (cisalhamento); utilizar superfícies de suporte, como travesseiros ou colchões específicos que promovem a circulação dos tecidos, para manter as proeminências ósseas livres de pressão e atrito; e estimular a aceitação de alimentos e líquidos conforme as orientações médicas e nutricionais. Para pacientes que utilizam dispositivos médicos como cateteres, sondas, máscaras faciais, colares cervicais e drenos, é importante se atentar para o posicionamento adequado do dispositivo.

Qualquer descuido pode ocasionar o surgimento de lesões por pressão. Fique atento! #segurançadopacienteeuparticipo #lesãoporpressãoaquinão

Dia Mundial de Prevenção de Lesão por Pressão

Em comemoração à semana dedicada à lesão por pressão, também conhecida como escara ou úlcera de decúbito, a equipe de CCIH, em conjunto com o marketing do Hospital América, preparou um vídeo que explica o que é, como identificar e as principais medidas para prevenir a formação desse tipo de lesão. Assista, curta e compartilhe.

Publicado por Hospital América de Mauá em Terça-feira, 19 de novembro de 2019

 

 


Capturar.JPG2_.jpg

Nos últimos anos, houve um grande processo de evolução nos tratamentos disponíveis para pessoas com doenças reumatológicas, e novas terapias trouxeram uma outra perspectiva de vida para esses pacientes, especialmente nos casos de artropatias inflamatórias, como a artrite reumatoide, a artrite psoriásica, a artrite idiopática juvenil e a espondilite aquilosante.

Com o desenvolvimento de terapias-alvo e o aperfeiçoamento de medicamentos imunobiológicos, as doenças reumatológicas tiveram uma grande melhora em termos de prognóstico a longo prazo. Nesse sentido, inúmeros centros de infusão de medicações surgiram não só no Brasil, mas no mundo todo. Os centros de infusão são unidades destinadas ao atendimento de pacientes que necessitam de tratamento por meio de medicações intravenosas ou subcutâneas, comuns a várias doenças da reumatologia e de outras especialidades médicas.

De acordo com o Dr. Carlos Bragaia, reumatologista e prestador de serviços no Hospital América, a instituição disponibiliza serviço completo de terapia infusional, além de contar com uma equipe especializada nos tratamentos das principais doenças reumatológicas. “O Hospital América atualmente possui todos os tratamentos disponíveis no mercado, entre eles as medicações de uso infusional subcutâneo e intravenoso”, explica.

O especialista ainda destaca que a instituição dispõe de todos recursos necessários para acompanhamento, diagnóstico e seguimento de pacientes reumáticos. “Contamos com serviço de infusão intra-hospitalar, avaliação pré-infusional, sala de infusão e equipe de enfermagem especializada. O nosso centro de infusões também utiliza toda a infraestrutura de apoio do hospital, o que torna o serviço autossuficiente. Somos o único hospital na região de Mauá que dispõe de um serviço completo e independente na área da reumatologia”, comenta.

O serviço de terapia infusional teve início há três anos e está em constante aperfeiçoamento, buscando sempre as melhores técnicas e terapias para oferecer mais qualidade de vida a cada paciente.

Dr. Carlos Alexandre Bragaia, reumatologista e prestador de serviços no Hospital América. Especialista na área pela Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR).



HOSPITAL AMÉRICA

Rua Martin Afonso, 114
Vila Bocaina – Mauá/SP
Telefone: (11) 4544.2085





ACOMPANHE NOSSAS

Redes Sociais






Hospital 2019. Todos os Direitos Reservados.